sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Apenas uma brisa...




Apenas uma brisa…

No meio deste oceano profundo e imenso
Contemplo o mar
Minha eterna paixão...
Percorro o horizonte tentando ver
Além de ti as estrelas que vivem em mim...
Atravesso águas de poesias para te encontrar
Além de mim e deste amar
Desde sempre e tanto além
Simplesmente o anseio de sentir... Este amor por ti!

Naufragando carente e esquecida
Errei o caminho... Não acho saída... Perco-me e a ti!
Vencida por esta paixão de alma ardente
Olho para o céu e qual um pássaro rompendo na madrugada
Procurando seu destino voando sobre um vácuo do nada...
Sou qualquer lenda que aconteceu em ti

Deste amor que habita somente em mim
Sou Apenas uma brisa leve que em ti soprou...

Sem comentários:

Enviar um comentário