segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Vesti[te][me]...


Aqui neste [meu] silêncio
vesti[me] no teu corpo
com os meus versos
fiz o [in]verso…
Tatuei[me] com [n]os teus
e em águas profundas mergulhei
trouxe flores do mar
para teus cabelos
e teu olhar enfeitar…
E na noite cobrir[te] num manto
proteger[te] e acalentar[te] o frio
para fazer[te] feliz
nas asas das canções
que [te] fiz…

Sem comentários:

Enviar um comentário