sábado, 9 de abril de 2011

Amada

Embriago-me na inquietação da espera
extasiado no mar do teu sorriso - ó paixão !
bêbado de perdido
caio ao chão
sem largar da minha mão
o teu cálice - florido ! -
ferido...
sorvo o teu respirar angélico
sufocado d´emudecido
rendido
aos pés da mais elevada ave
avé !
minha saudação ao teu temp(l)o ...

Sem comentários:

Enviar um comentário