quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Cheia de Gás: A rainha de paus retorna


Eu não falei que essa mulher é poderosa? Pois pra não restar dúvidas ela vem fazer a dobradinha de energia por aqui, dando-nos mais uma chance de conhecer algo sobre ela, que possa ser tirado como lição, dica, enfim, aprendizado.
A Rainha como todas as outras representa a figura feminina: a mãe, a mulher, a namorada, em alguns casos, a outra , a amiga.E como Rainha tem em sua simbologia o elemento agua, por ser feminina, o que mostra que ela tem sentimentos, mas o naipe de paus, que é o que ela domina, mostra que ela mostra esse sentimento de forma fervorosa.
A rainha de paus é o tipo de mulher que não passa despercebida, mesmo que quisesse, porque o seu jeito natural é sempre um jeito mais ousado, mais atraente, agitado, e isso sempre é visto pelos demais.Suas roupas são sempre alegres, mais ousadas também.Ha quem possa dizer que esse tipo de mulher beira a vulgaridade,mas ai poderia ser um lado sombra, negativo dela e de outras Rainhas.
A rainha de paus chama atenção por demonstrar sempre um sorriso nos lábios, e um olhar que sempre passa a ideia de que está tudo sobre controle, como se ela não tivesse problemas.Por isso muitos a procuram para pedir conselhos, afinal, ela deve ter a receita de viver sempre assim, cheia de vitalidade, até mesmo quando tudo parece desabar.
Mas é claro que ela também tem seus dias de fúria, e ai , imaginem o elemento fogo agindo de forma negativa.É o barraco muito bem armado.
Uma personagem que tem muito haver com ela e que pode ser hoje observada na TV é a vivida pela Vera fisher na reprise do O clone. Cheia de amor, de paixao que faz questão de mostrar pra Deus, o leozinho e o mundo, risos... e quando contrariada no seu querer, sai de baixo.
Sempre bem vestida, adora adornos, e as cores sempre falam de um desejo quase sexual em tudo que ela faz.Agora me falta o nome da personagem, mas tenho certeza que sabem de quem eu estou falando.Vejam cenas dessa mulher e entendam na pratica o que é ser uma Rainha de paus, ou conviver com uma delas.

Sem comentários:

Enviar um comentário