sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

O poema perfeito

Teci o poema,
Entre todas as linhas
Que regaram as palavras
De uma forma sedutora.
Falei de amor,
Entre todas as raízes
Entre todas as origens
Entre todas as formas
Visando apenas pacientemente
Que escutasses.
Eram versos gulosos,
Emanados em perfumes e luxúrias
Que cresciam
Nos sons e nos gestos
Salivando na sede do olhar.
Gotas que deslizavam sem medo
Turvas ou límpidas
Tais letras que corriam
Dando eco aos beijos
Escondendo os desejos
Que ousei escrever um dia.
Era para mim o poema perfeito,
E para ti…
Apenas o produto completo
A mais bela forma de expressar
Todo o amor.

Sem comentários:

Enviar um comentário