quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

MEU TEMPO


 
 
 
 
Todos ao meu redor
Tem tanta certeza
Coerência, lucidez
Prudência

 
Estou cercada e farta
Das opiniões
Dos nãos
Das desculpas
Das opressões veladas
Das verdades absolutas

 
Estou cercada e farta
De teorias
Pro inferno com as teorias
Pro inferno com os teóricos
Pro inferno as leis
As regras de convívio
Pro inferno o inóspito
O juiz e o juízo

 
Sou o ponteiro do segundo
Pendurado e solto
Pêndulo na noite eternamente branca.
Negro e reto
Cheio do tempo
Cercado e farto
Dos números e dos malditos fatos

 
Sou a hora desesperada e nua
E os minutos
Simplesmente passam,
Barulhentos
Os minutos me atravessam,
Violentos
E simplesmente passam
Os minutos me trespassam…

҈   Laura Limp   ҈

Sem comentários:

Enviar um comentário