segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

EM ALGUM LUGAR



Em algum lugar do tempo
No espaço infinito.
Em meio a luzes
Sem lanças do tédio
Você esteve comigo.
Nós amamos tanto!

Sei, que você não sabe
É por isso, que minha alma
Perambula, nos meus sonhos.
Querendo encontrar,
Num canto qualquer
Seu corpo.

Esse espaço infinito
Palco do nosso amor.
Para amar-te outra vez. 



Entreartes 46

Sem comentários:

Enviar um comentário