domingo, 24 de outubro de 2010

SOLIDÃO


SOLIDÃO

Noite frio ar gelado
Como está meu coração
Sinto tua falta, no silêncio
Da noite ouço ao longe a
Cantiga de uma coruja triste
Parece que só ela me faz companhia
Nada me perturba estamos sós
Eu e cantiga da coruja ao longe...

A saudade no meu coração...
Essa não tem solução é só minha
Que me invade com sofreguidão
Gerando tamanha solidão...
Ai quem Dera-me poder voar...
Só em pensamentos Esse me
Leva aonde desejo ir... Só ele pode
Levar-me... Por caminhos que
Minha alma Levam a ti somente
A ti e nada mais.

Sem comentários:

Enviar um comentário