domingo, 24 de outubro de 2010



Sobre as montanhas rompo a escuridão
Faço perguntas ao paraíso agarrada a palavras
Nossos possíveis passados caem no vazio
Num campo varrido pelo vento
O real sentido da vida cria uma nova visão

Sem comentários:

Enviar um comentário