sexta-feira, 22 de outubro de 2010

PASSEIO DO OLHAR

Pouso meu olhar sobre teu rosto
como a mirar safiras outras,
que buscam melhor conhecer-me
para maior sabor deliciar.

Pouso meu olhar sobre teu corpo
como a trafegar estradas neutras,
que buscam melhor conduzir-me
para maior ardor propiciar.

Pouso meu olhar sobre teu corpo
como a festejar caravelas aflitas,
que buscam melhor atrair-me
para maior Atlântico navegar.

Pouso meu olhar sobre teu corpo
como a espargir letras benditas,
que buscam melhor distrair-me
para maior alfabeto cantar.

Sem comentários:

Enviar um comentário