sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Bailando o Amor




Sou bailarina, mulher menina, e bailo com emoção
Entre pedras e espinhos que perfuram o coração
Mas nenhuma dor maltrata, se tenho tua afeição...
Teu amor e devoção, são a cura da minha aflição...
Teus versos encantados, são o alívio de minh'alma
São musicas flutuantes, verdugo da tristeza e opressão
São da angústia a paz, do meu coração a canção...
Tu és o espelho do amor, que brilha e mira minha visão...
Bailo sim, e bailo, sem sentir o imundo chão...
Flutuo sem receios, sob a tua proteção
Pois tu foi o indicado p'ra ser meu anjo guardião...
És pura magia, e do meu bailar, a razão...
Mesmo que não venha, e à noite por ti espero em vão
Ainda assim, sinto tua vibração, pois sei que tu
Danças com outra no salão, mas a musica que ouve
É a que canto e bailo dentro do teu coração...

Imagem google

Sem comentários:

Enviar um comentário